Marketing Digital | Empresa, você precisa das redes sociais!

0
Parece lindo ter uma comunicação empresarial eficiente no Facebook, mas a realidade atual é outra. Pois, a maioria das empresas não investe dinheiro, tempo e nem capital intelectual nas redes sociais.

A popularização e globalização das redes sociais utilizadas como estratégia de comunicação corporativa ocorreu de forma muito rápida e a maioria das empresas não evoluiu com tanta agilidade. O resultado, é que a comunicação corporativa ainda engatinha em relação à importância dada ao Facebook e às redes sociais. 

. O poder de comunicação do Facebook 

Pois é, mas o problema e o buraco são ainda mais embaixo, as próprias faculdades de comunicação transmitem o modelo de comunicação e marketing do século passado! 

Assessores de imprensa e profissionais de marketing aprendem que aparecer na grande mídia é que dá resultado. Aparecer na TV e em jornais de circulação nacional ainda é encarado por muitos como a melhor opção para divulgar a marca. 

No entanto, sabemos (amiguinhos antenados) que este modelo era válido até o momento em que o barulhinho do discador do modem deixou de fazer parte de nossas madrugadas, correto?  

A revolução digital e o surgimento das mídias sociais transformaram as relações de compra e deram autonomia e poder de comunicação ao consumidor. O resultado é que a nova geração não acredita em tudo que lê, ouve e vê de canais institucionalizados de comunicação.  

Facebook para empresas: página ou perfil?

Uma das maneiras de se adaptar a esses novos paradigmas é investir em comunicação nas redes sociais. Nessas redes, principalmente, no Facebook, quem dá credibilidade à sua empresa, sua marca, não são os veículos de comunicação, mas sim os seus próprios clientes e stakeholders. 


No livro Marketing 3.0, do guru do marketing moderno, Philip Kotler, o autor aponta que: “Como as mídias sociais são de baixo custo e pouco tendenciosas, será delas o futuro das comunicações de marketing. As conexões entre amigos nos sites de networking social, como o Facebook e o MySpace, também podem ajudar as empresas a desenvolver insights sobre o mercado. Pesquisadores da IBM, Hewlett-Packard (HP) e Microsoft estão coletando dados das redes sociais para desenvolver perfis e elaborar melhores abordagens de comunicação para seus empregados e consumidores”. 

Pois é, se até o Kotler diz isso e exemplifica, como discordar, né?

No mesmo livro, o autor afirma que, atualmente, os consumidores acreditam mais uns nos outros do que nas empresas, e que a ascensão das mídias sociais é apenas um reflexo das migração da confiança dos consumidores das empresas para outros consumidores. E dizem mais... este tipo de marketing multimídia, diferenciado, humanizado, deve, agora, “ser considerado a principal esperança de uma empresa para recuperar a confiança do consumidor”.

Explicando o Marketing 3.0
Facebook ::: Engajamento é melhor do que número de likes 

Os dados de algumas pesquisas também mostram que investir em comunicação em mídia tradicional não é mais tão legal assim e que é preciso inovar e apostar em novos modelos, principalmente com foco nas mídias sociais. 

Uma matéria divulgada hoje (02/07/2013) pelo blog midia8 mostra que em 1965, com apenas 3 comerciais de 30 segundos, era possível impactar 80% do total de telespectadores. Desde 2012, para alcançar a mesma proporção, são necessários 117 comerciais com o mesmo tempo.

. Marketing 3.0 ::: Engaje seus parceiros 

As razões, claro, são as já apontadas neste texto e mais algumas particularidades, como o surgimento de outros canais de comunicação menores (TVs de bairro, rádios comunitárias, etc), a transição para um público cada vez mais heterogêneo e, claro, a globalização de gadgets de mídia, como celulares, tablets e smartphones, que permitem a escolha individual do que se quer, ou não, ver, ler, comprar, consumir. Claro, o acesso às redes sociais está intrinsecamente vinculado a essas novas maneiras e hábitos de consumir mídia, dentro dos padrões também já explicitados por aqui.

Enfim, para não me estender mais, a conclusão é: 

Empresa invista em comunicação nas redes sociais! Elas (as redes sociais) são a melhor maneira de se aproximar de seus clientes, consumidores, funcionários e parceiros de canal. Acredite, o público é crítico e se sua marca não for realmente bacana não vai adiantar aparecer no Fantástico dizendo que ela é legal. A TelexFree que o diga! 

Comunique-se, midiatize-se, escute, diga! Até a próxima. ;) 

Obs.: Este post é uma continuação deste aqui. Leia para entender melhor o contexto da argumentação.