O poder de comunicação do Facebook

0

No dia 25 de junho participei do eventoO Poder do Facebook em Debate”, no Teatro Cásper Líbero, em São Paulo. O evento, organizado pelo Scup Ideas, contou com a presença de profissionais de importantes veículos de comunicação, editores de mídia sociais de agências e social medias de grandes empresas. Entre os participantes estavam, Ana Brambilla - editora de mídias sociais da Editora Globo, Rafael Sbarai - editor de mídias sociais da revista Veja, Douglas Costa - coordenador de mídias sociais da Netshoes, Marcelo Salgado - gerente de mídias sociais do Bradesco, Ricardo Leite - especialista em produtos digitais da Telefônica Digital, Antônio Mafra - diretor de social media e sócio da agência CYRK, entre outros.


O debate foi discutido em tópicos: Ativismo, Publicidade, Privacidade, Mobile, E-commerce, Perfil do Profissional, Campanhas e Mensuração.


A divisão por temas organizou o debate e contribuiu na segmentação das ideias, conhecimentos e opiniões apresentadas. Dentre muitos novos conhecimentos, listarei aqui o que mais me chamou a atenção e farei algumas indagações próprias sobre o verdadeiro poder e importância do Facebook para a comunicação empresarial.

Uma das colocações que eu mais #curti foi a do diretor de social media da CYRK, Antônio Mafra. Com cases de sucesso em mídias sociais de marcas como Cacau Show e Havaianas, Mafra ressaltou que no Facebook é preciso contar histórias. Histórias de pessoas comuns, curiosidades e interações que as pessoas têm ou tiveram com a marca. 

Pois é, concordo e muito com ele. Muitas empresas ainda não entenderam que estar no Facebook não objetiva vender e divulgar serviços e produtos da empresa. O Facebook, assim como a maioria das outras redes sociais, conta histórias. As pessoas querem ser ver na página de sua marca, é a afinidade emocional com o que é postado que vai fazer elas curtirem ou compartilharem algo. É inútil investir no Facebook pensando em aumentar as vendas ou divulgar a marca de maneira engessada e institucional.


No evento, também foi falado muito sobre como medir o retorno dos investimentos nas redes sociais e se eles realmente valem à pena. Este tema dividiu opiniões e os debatedores ressaltaram que investir no Facebook é preciso, mas que a própria plataforma ainda não possui um plano de negócios concreto.

SUA EMPRESA PRECISA ESTAR NO FACEBOOK 

Em meio há muitas outras colocações interessantes e relevantes, após o evento conclui que apesar dos pesares atualmente as marcas precisam sim estar no Facebook, e mais do que isso, além de ter uma comunicação eficiente nesta plataforma, é necessário estar atualizado e de olho em todas as redes sociais que estão em ascensão, pois não ter a marca nessas redes significa pouca eficiência na comunicação e, como consequência, nenhum engajamento dos stakeholders.

. Facebook para empresas: página ou perfil?

A discussão é muiiiiito longa e os argumentos são extensos, por isso, escrevi um outro post sobre os problemas que a comunicação corporativa enfrenta em relação aos investimentos em redes sociais, principalmente, é claro, o Facebook. Clique aqui para acessar.