LinkedIn: a rede do profissional do futuro

0
Já tem um perfil no LinkedIn? Aliás, além de ter um perfil na rede social, você o mantém atualizado e leva realmente a plataforma a sério? Se a resposta for sim, ótimo. eMas, s você ainda prefere atualizar apenas o Facebook com as fotos do fim de semana ou do seu almoço no McDonald´s, meu amigo... Saiba que o LinkedIn  está crescendo a cada dia e atualizá-lo de maneira constante, credível e séria é cada vez mais importante para você conquistar o sucesso profissional. 


A revista INFO deste mês traz uma reportagem assinada por Filipe Serrano que mostra um pouco da expansão e da importância que o LinkedIn tem atualmente para profissionais que almejam sucesso profissional e também para os que já possuem credibilidade no mercado em que atuam.

A reportagem mostra dados inéditos de uma pesquisa encomendada pela INFO que traçou o perfil do brasileiro no LinkedIn por meio do aplicativo da startup PiniOn, que faz pesquisas de mercado online. Os dados mostram que dos 1514 participantes que disseram usar a rede social, 85% têm de 18 a 35 anos, 59% são homens e 41% mulheres. O objetivo da maioria é manter contato com colegas e ex-colegas de trabalho ou fazer contatos profissionais. 

- LinkedIn inaugura escritório próprio no Brasil

Outro dado interessante apontado pela reportagem é algo que foi já foi destacado em palestra que assisti quando visitei o escritório do LinkedIn Brasil: a rede social deixou de ser uma plataforma apenas para quem está procurando emprego para ser um local para trocar informações úteis e credíveis sobre a área de atuação do profissional. Tendência que foi comprovada pela pesquisa ao constatar que a busca por um novo emprego é a principal razão de uso do LinkedIn para apenas 6% das pessoas entrevistadas no levantamento. 

Visita ao escritório do LinkedIn Brasil

Apesar da busca de emprego ser menor pelos usuários, as empresas de recrutamento e RH estão de olho na rede social, principalmente, devido à credibilidade e seriedade dos assuntos postados, que têm foco profissional e intelectual. No Brasil, por exemplo, 500 empresas utilizam a rede social para recrutamento. Com isso, os usuários que têm como objetivo principal se informar, acabam fazendo uma inscrição para vagas de interesse.  O resultado é que 28% dos entrevistados pela INFO já se candidataram em um processo de seleção por meio do site. 


Este grande crescimento de usuários no Brasil não é por acaso, este ano a empresa inaugurou um escritório por aqui e está investido mais e mais em novas funcionalidades, ferramentas e layout, para se atualizar com as novos padrões de vida contemporâneos e ser mais funcional e prática em smartphones e tablets. Ferramentas como a University Page, dedicada a reunir profissionais formados em uma mesma instituição de ensino, LinkedIn Today, que mostra um resumo do dia de tudo o que você segue na rede e a expansão das Company Pages são alguns exemplos da expansão das utilidades da rede. 

Enfim, amigos, não vou me estender mais, mas #ficaadica: use o LinkedIn. E se você é daqueles que não apreciam muitas mudanças e acha a rede meio “complicada” de mexer, no vídeo abaixo, o jornalista Filipe Vilicic mostra as principais funcionalidades da rede social:



Para finalizar, enumero mais alguns dados da rede social mostrados na matéria da INFO:

- O total de usuários mais do que dobrou desde 2011

- 238 milhões é o número de usuários no mundo


- 15 milhões são os usuários no Brasil


- 71% é quanto cresceu a audiência no Brasil de junho de 2012 a agosto de 2013, segundo a ComScore


- 29% foi o aumento da audiência no mundo no mesmo período


- 27 bilhões de dólares é o valor de mercado do LinkedIn


- 363,7 milhões de dólares foi o faturamento total no segundo semestre


- 20256 empresas são clientes do LinkedIn no mundo