Social Marketing | As marcas precisam aprender a rir de si mesmas

0
Recentemente, assisti a um vídeo de um bate papo promovido pela Endeavor entre Eduardo Ourivio, sócio da rede Spoleto e os fundadores do Porta dos Fundos, Ian SBF e Antonio Tabet (O "Kibe Loko”). Na entrevista, Eduardo conta o que pensou ao levar na esportiva a sátira criada pelo Porta dos Fundos sobre o Spoleto e transformar a brincadeira em uma ação de marketing que resultou no primeiro case de parceria publicitária para o Porta dos Fundos e foi uma das campanhas de maior engajamento de novos clientes do Spoleto.

Na entrevista, Ian e Kibe também contam como transformam o merchandising de produtos em vídeos engraçados e que se tornam campanhas virais e com alto índice de engajamento e prospecção de novos fãs da marca. 

- Campus Party 2014 ::: Conhecimentos e histórias 
- Por que a Coca-Cola e o Guaraná Antarctica deixaram de vender refrigerantes 

Aliás, #ficaadica, o marketing de diversão e entretenimento é cada vez mais uma tendência. Com tanta informação sendo produzida na era digital, as empresas precisam se humanizar mais e ingressar sutilmente na rotina dos clientes. O humor, o game, a diversão e a interatividade são formas inteligentes de se fazer campanhas com grande possibilidade de viralizar na rede. 

Em breve farei um post específico sobre essas novas estratégias de marketing que levam em conta a diversão e a experiência do cliente. ;)

 Vejam o vídeo da Endeavor: