Gestão | Gentileza gera gentileza

0
Há algum tempo, escrevi um post sobre a importância dos parceiros de canal – como fornecedores, prestadores de serviços, trabalhos terceirizados, etc – em uma estratégia de Marketing 3.0. Neste post, volto a falar de parcerias, mas com foco em parceiros que contribuem diretamente nos resultados da empresa, como investidores, empreendimentos do mesmo ramo de atuação e outros integrantes que devem compor a rede de networking da empresa.  


Em algumas Pequenas e Médias Empresas (PMEs) tenho percebido um grande problema na prospecção e gestão de novas parcerias. Com pouco dinheiro para investir, algumas empresas não enxergam a necessidade de ser manter um bom networking com instituições que atuam no mesmo negócio. O medo da concorrência, às vezes, também faz a PME se fechar para o contato com o mercado em comum que existe a sua volta, o resultado é impossibilidade de inovar ou mesmo de seguir as tendências apontadas no ramo de atuação da marca. 

- As marcas precisam aprender a rirem de si mesmas 

O contato com parceiros e companheiros do mesmo ramo de atuação deve ser visto pelo empresário como essencial para o compartilhamento de novos conhecimentos e para a geração de parcerias que no futuro podem ser essenciais para o crescimento do setor de atuação dessas empresas, e mesmo das próprias instituições, por meio de fusões, terceirizações e “cartéis do bem”, que padronizam um modelo de preço para que todos tenham uma boa - e justa - margem de lucro.

Portanto, se alguém quer te ajudar, quer se aproximar de sua empresa oferecendo um serviço bacana em troca apenas de um contato profissional ou de uma nova experiência, aceite e valorize, mostre que aquele profissional ou empresa é realmente importante para o seu negócio. Basta um muito obrigado, um elogio, um brinde ou qualquer outra gentileza que garantirá a sequência de um contato que pode render muitos resultados positivos. Gentileza gera gentileza! Esta regra também é válida no mundo dos negócios. ;)