81% das startups americanas utilizam as mídias sociais como estratégia de crescimento

0
Pesquisa realizada pelo LinkedIn comprova importância das redes sociais na consolidação das empresas de alto impacto nos EUA e Canadá

Uma nova pesquisa realizada pelo LinkedIn constata que a maioria das pequenas e médias empresas (PMEs) estão apostando nas mídias sociais como uma estratégia de crescimento. 
De acordo com o estudo divulgado este mês, cerca de 81% das pequenas e médias empresas estão usando as mídias sociais, deste grupo, 94% utilizam as redes sociais para fins de marketing

- Pesquisa revela que usuários utilizam o LinkedIn principalmente para obter novos conhecimentos

As mídias sociais são ainda mais importantes para as Startups - cerca de 16% de todo o grupo pesquisado - pois 91% disseram que as redes sociais ajudaram a "aumentar o conhecimento" de sua marca, enquanto 82% disseram que as ajudou a “engajar novos clientes". Quase três quartos das startups aumentaram seus orçamentos de mídia social no ano passado.

"Sabemos que para pequenas e médias empresas, o maior desafio é atrair e reter clientes", diz Lana Khavinson, gerente de produto sênior do LinkedIn. "A pesquisa é um indicador muito claro do valor que as mídias sociais estão proporcionando às empresas que estão crescendo rapidamente."

Os dados são importantes para o LinkedIn, que tem "milhões" de membros que são empresários de pequenas empresas, diz Khavinson. Recentemente, a plataforma anunciou um novo site dedicado a ajudar as PMEs a utilizarem melhor a plataforma para fins de crescimento e de marketing.

Os dados também são importantes para outras redes sociais que estão competindo por verbas de publicidade das startups, principalmente o Facebook e o Twitter.

O Facebook, por exemplo, tem muito a ganhar com a atração de publicidade de pequenas empresas. A plataforma tem mais de 1 milhão de anunciantes, mas 25 milhões de empresas têm páginas ativas no Facebook, o que significa um grande potencial de receita publicitária inexplorada. 

Facebook para empresas: página ou perfil?
Facebook ::: Engajamento é melhor do que número de likes 

O Twitter também ampliou sua plataforma de publicidade de autosserviço no exterior no último trimestre, para prospectar novos clientes formados por PMEs no Canadá, Reino Unido e Irlanda. A expansão foi mais uma prova de que a empresa vê valor em alcançar os anunciantes menores.

O LinkedIn realizou o estudo em parceria com a empresa de pesquisa de mercado TNS, que reuniu informações de 998 pequenas e médias empresas nos Estados Unidos e Canadá. Nem todos os entrevistados eram usuários do LinkedIn, de acordo com um porta-voz da empresa. O relatório define um "pequeno negócio", como a empresa que tem receita entre US $ 1 milhão e 9,9 milhões dólares, uma "média empresa" tem um faturamento entre US $ 10 milhões e 49,9 milhões de dólares americanos. (Valores e regras, claro, aplicados à realidade econômica norte americana).

Resumindo: se nos EUA as redes sociais são uma estratégia de marketing, imaginem no Brasil, que tem publicidade cara em veículos de comunicação tradicionais e que, apesar dos problemas está vendo sua população cada vez mais conectada, compartilhando, curtindo e absorvendo novos conteúdos. Imagine na Copa! Portanto, invista nas redes sociais, elas são e serão o futuro do marketing de conteúdo com foco no engajamento dos clientes. ;)

*com informações do site Mashable